30.12.16

Resenha #3: Corte de Espinhos e Rosas

Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Ano: 2015
Páginas: 434
Sinopse: Em Corte de Espinhos e Rosas, um misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance.
Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação.
Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira que ela só conhecia através de lendas , a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... Ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

Nota: 5/5 
Favorito! <3
Resenha:
Sei que o livro tem mais de um ano de lançamento, mas como eu estava (e ainda estou) com a resolução de não comprar livros até que eu tenha lido todos os meus comprados e não lidos eu não ando olhando os lançamentos...Então imaginem a minha surpresa quando eu estava olhando a estante de uma amiga e vi um livro da Sarah que eu nunca tinha ouvido falar. Quase caí da cadeira. E sequestrei ele imediatamente, óbvio.
A diagramação da Galera está perfeita, assim como a revisão...E isso não sou eu puxando o saco. É sério mesmo...E a capa é linda de morrer né? A editora realmente teve um cuidado especial com a obra, tem algumas folhas enfeitadas e tal (peço desculpas por não ter fotos...É que eu esqueci de tirar pra resenha e eu já devolvi o livro).
No universo criado pela autora existe o reino dos humanos e Prytian, o reino imortal das fadas. Há muito tempo, esses reinos eram um só e os humanos eram escravizados. Mas então veio uma guerra e com o fim da guerra, um tratado...E um pedaço de terra foi concedido para que os humanos vivessem e uma muralha foi construída para separar ambos os reinos.

"Meu sangue congelou quando um frio arrepiante e penetrante passou. Eu não conseguia ver nada, apenas um vago brilho no canto da visão, e minha égua ficou imóvel sob mim. Forcei o rosto até ficar inexpressivo. Até mesmo os bosques cheirosos da primavera pareceram se encolher, murchar e congelar. A coisa fria sussurrou, circundando. Eu não conseguia ver nada, mas conseguia sentir. E, bem no fundo da mente, uma voz antiga e oca sussurrou:

- Vou triturar seus ossos entre minhas garras; vou beber sua medula; vou me banquetear com sua carne. Sou o que você teme; sou o que receia... Olhe para mim. Olhe para mim."

E desde então, humanos são ensinados a odiar e a temer os feéricos e terríveis histórias são passadas de geração à geração, para que eles nunca esqueçam. Para que nunca deixem de odiar. Para que temam.
Feyre é humana. Humana, pobre, faminta e com frio. Quer dizer, sua família era de importantes mercadores, tinham muita comida, empregados e o que mais puder imaginar, mas desde que perderam tudo ela, a caçula, assumiu para si a responsabilidade de cuidar de sua família. E por isso mesmo ela estava naquele inverno na floresta, com um arco e perto demais da borda, procurando alguma criatura pra caçar e matar a fome que assolava sua família.
Então ela viu o cervo e preparou seu tiro, imaginando como era sortuda...O problema é que ela também viu um grande lobo emboscando sua caça. Um lobo maior do que o normal. Rezando para que não fosse um feérico, matou a criatura assim q esta abocanhou a caça, arrancou sua pele e levou-a para casa junto com a caça. Teriam comida para algumas semanas.

“- Posso conseguir ouro… – disse meu pai, e meu ódio se dissolveu. O único modo de ele conseguir dinheiro era mendigando. Mesmo assim, teria sorte se conseguisse algumas moderas de cobre. Eu tinha visto como os abastados eram impiedoso em nossa aldeia. Já fazia anos que eu sabia que os monstros em nosso reino mortal eram tão ruins quanto aqueles do outro lado da muralha.

Na noite seguinte, uma critura dourada, enorme e de aparência estranha entra em sua casa, a acusando de matar um amigo feérico e dizendo que o tratado assinala que um humano que matar um imortal sem ter sido provocado possui duas sinas: ser morto na hora ou ir viver para sempre em Prytian. Pensando ser capaz de escapar, Feyre escolhe a segunda opção e parte sem olhar pra trás.
Nossa heroína descobre que o reino imortal é lindo, que nem todos os feéricos tem aparência terrível, que eles podem ser agradáveis e que Prytian encontra-se sob uma terrível maldição, que avança sobre o reino dos homens e que na Corte Primaveril impede que estes retirem as máscaras que usavam quando a maldição foi lançada. E por mais incrível que pareça, Feyre realmente começa a se divertir naquele lugar e por mais incrível que pareça, até mesmo a confiar nessas criaturas. Até mesmo se apaixonar.
Eu amo fantasia, ainda mais se for uma fantasia medieval (o que é o caso). E eu já tinha um respeito enorme pela Sarah, mas ela parece ter evoluído muito na escrita e na criação de universos, porque o que ela fez nessa obra foi realmente incrível, sensacional.

"- Porque sua alegria humana me fascina, o modo como vivencia as coisas em sua curta existência, tão selvagem e intensamente e tudo de uma vez, é… hipnotizante. Sou atraído por isso, mesmo quando sei que não deveria, mesmo quando tento não ser.” 

Todos os personagens são cativantes, mesmo os que você odeia ou que são chatos...E Feyre tem um lugarzinho no meu coração, juntamente com a Celaena. As protagonistas que essa mulher cria, gente. Quem me dera todas as personagens femininas fossem assim.
O livro toma um rumo que eu não esperava, do meio pro fim, e as coisas ficam muito mais obscuras, além de você começar a perceber que nem tudo é o que parece, assim como ninguém é quem você achava que fosse. E eu terminei o livro apaixonada por três dos machos feéricos. É.

"Eu vou avisar você uma vez" - Tamilin disse calmamente - Apenas uma e é sobre você humana. Eu não ligo se você viver em qualquer lugar em Prythian. Mas se você atravessar o muro, se você fugir, sua família não será mais cuidada"

Tamlin, o macho dourado, o yang, o príncipe encantados. Perfeito, em todos os aspectos de um romance. Lucien, o Robin de nosso Tamlin é dourado e vermelho como o outono, ácido, soturno, mas muito leal. E Rhysand, o ying, o bad boy: temido, lindo e poderoso. Acho que todos sabemos quem eu mais quis guardar num potinho, né? Isso mesmo, Rhys. Quem precisa de princípe encantado são as princesas e não eu, monamur.

Eu sinceramente recomendo do fundo do coração essa obra, tanto pros que gostam de fantasia quanto pros que gostam de romance, porque a Sarah, que acabou virando uma de minhas autoras favoritas, escreveu ambos com maestria.

PS. Caso vc não saiba, Sarah é a autora da série Trono de Vidro, que também é publicada pela Galera Record.
PS2. Tenho escrito resenhas muito longas. Isso incomoda vocês? Preferem que sejam menores?


31 comentários:

  1. Oi, tudo bem?

    Nossa, não sabia que esse livro era da autora de Trono de vidro (que também não li haha). Só por isso, já me deixa na expectativa, embora esse tipo de fantasia já esteja saturada na minha vida. Achei a premissa diferente, mas não o suficiente para que eu largue tudo e saia correndo atrás desse livro. Quero mesmo é ler Trono de vidro. Espero que leia em 2017!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Vou confessar pra você que só li as primeiras linhas da resenha: "humanos escravizados por fadas" só isso já seria o suficiente pra eu compreender que não é meu estilo de leitura. Ai quando vc fala que mistura guerra dos tronos com bela e a fera, fechou a conta. Mas seu trabalho na indicação de livros é importante... Continue assim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso faz parte da sinopse e não da resenha, mas tudo bem hahahaha
      Não faz seu tipo do mesmo gênero hahaha

      Bom 2017

      Excluir
  3. Já li resenhas bem positivas dele ♥ Adoro livros que falam do mundo feérico, meu deus, preciso lembrar de ler Corta de Espinho e Rosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, precisa. Eu só estou chateada que o terceiro livro não tem nem titulo ainda. To aqui sofrendo.

      Excluir
  4. Para Tudooooo!!!! amo esse livro e vou defende-lo huahuahau, amiga amei tua resenha falou tudo o que eu penso!!! e sim Rhys <3 adoroooooooo!!!! espera só p ler a continuação... é de cair o cool da bunda huahuahuah

    Bjs

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei!!!! Eu quase morri no segundo!!! Eu to aqui só choros de não ter o terceiro hahahahahaha

      Excluir
  5. ahhh e o 3 ja tem título sim!
    Court of Wings e Ruin ou seja corte de asas e ruinas

    xero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sééérioooo???? Olhei no skoob e dizia que só sairia em março do ano que vem :o

      Excluir
  6. Uau, nota máxima? Deve ser bom mesmo, hein! Vou cogitar adicionar ele na minha lista de "preciso ler", hahaha.

    Beijos!
    Elfo Livre

    ResponderExcluir
  7. Rsrs igual a mim, sempre quando um livro é lançado é bem provável que só vou lê-lo uns 3 anos depois rsrs, o probleminha que me incomoda um pouco é o fato da quantidade de páginas não gosto de livros muito grande, porém tirando isso o livro me parece ótimo.

    ResponderExcluir
  8. Oiii Fernanda, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, mas parabéns pela sua resenha que ficou demais querida, vou indicar para alguns amigos que possam se agradar.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  9. Conheço o livro, mas não o li ainda. Também gosto muito de fantasia e esta parece boa. Ela teve uma doce ilusão que seria fácil fugir do mundo Prytian.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá... tudo bem??
    Sou louca para ler este livro e o ganhei de presente de uma amiga muito especial... já vou colocar ele na minha meta de leitura... lendo sua resenha, lembrei do porque eu me encantei pela premissa dele, tem um quê de A Bela e a Fera que é um dos contos que mais amo na vida... desde que me entendo por gente... adorei ler a sua empolgação e o amor que sentiu por ter lido este livro... Xero!!!

    ResponderExcluir
  11. Sempre leio comentários positivos sobre esse livro.
    Sim, a capa é linda <3
    Tenho muita vontade de ler ele.

    ResponderExcluir
  12. Achei sua resenha ótima!! Olha, já li todos os livros da Sarah publicados por aqui, e não posso escrever muito pra não ser linguaruda, mas preciso dizer: dê um jeito de ler logo Corte de névoa e fúria, a continuação. A Feyre se torna mais que incrível e um desses machos feéricos que você citou com certeza vai fazer você decidir por ele e esquecer os outros completamente. Hahahahaha...

    ResponderExcluir
  13. Que fantasia maravilhosa é essa que eu desconhecia??? Olha, eu não sou muito fã de fantasia com fadas, porque sempre são aqueles seres bonitinhos, com asas cintilantes, pequeninos... Meu negócio é fada guerreira que nem em Tolkien. Essa fantasia me pareceu mais o segundo estilo, daí né... Conheço mais a coleção Trono de Vidro, que tb sou louca pra ler, mas estou na mesma de não comprar novos. Bem, estava na mesma né?! XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nuccia, garanto que essas fadas não são aquelas coisinhas cintilantes que a gente vê normalmente por aí! hahahaha
      E eu sei exatamente o que você quis dizer com 'estava', perfeitamente hahaha

      Excluir
  14. Acho essa capa belíssima, mas infelizmente essa premissa não me chama atenção. Preciso dizer que sua resenha ficou muito boa, e que bom que o livro te agradou, obrigada pela dica!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    O livro ainda não me despertou interesse mesmo que eu veja tantas pessoas falando bem dele :/
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Olá, sempre leio resenhas com críticas maravilhosas desse filme, todo mundo que o lê se apaixona, mas ele não parece fazer meu tipo, já ouvi dizer que tem uma pegada de game of thrones e isso me deixou mais afastada ainda dele kkk

    ResponderExcluir
  17. Oi Fernanda!
    Sou louca para ler esse livro. Comprei num impulso e agora ele está aqui parado na estante. Acho que vou ter que fazer uma resolução como você pra ver se leio o que tenho antes de comprar mais!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  18. Olá,

    Estava com o mesmo propósito que você, não comprar livros até que eu lesse os da estante, ainda não terminei, mas já me permiti comprar alguns em promoções. Estou esperando encontrar esse livro por um bom preço, pois tenho muita curiosidade em lê-lo. Sempre leio bons comentários e a cada novo eu fico ainda mais curiosa. Por ser inspirado em A bela e a fera, o livro tem um encanto sobre mim hahaha. E essa capa está maravilhosa! Impossível não desejá-la!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá! Eu sou louca para ler esses livros, essas capas são de babar. A história me chama bastante atenção, na verdade ela me prende só na sinopse, sua resenha só fez aumentar a vontade de ler. beijos!

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Sempre tive muita vontade de ler esse livro, mas ainda não tive oportunidade. Pela sua resenha deu para ver que o livro é maravilhoso e já quero conhecer os boy magic desse livro.
    Amei a sua resenha e vou tentar ler o livro em breve.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Corte de espinhos e rosa está na minha estante há mais de um ano... tenho quase certeza... é um livro que me interessou muito justamente pela criação de personagens mulheres tão fortes e ao mesmo tempo femininas e sensíveis... fiquei encantada!
    bjss

    ResponderExcluir
  22. Esta na minha meta faz um tempaaao e até hoje não li acredita? Gostei da tua resenha me fez repensar de ler logo, adoro personagens fortes e bem desenvolvidos. Gostei do que vc passou com sua resenha estou ansiosa pela leitura

    ResponderExcluir
  23. Oi tudo bem?
    Parabéns pela sua resenha, mais esse tipo de leitura não me da vontade nenhuma de ler, uma pena já tentei algumas vezes, mais não rolou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bem? Sou fã de carteirinha da Sarah mas por Trono de Vidro. Ainda não tive coragem de pegar nessa série porque também estou com a mesma meta que você: acabar com os não lidos da estante e a fila é enorme. Acredito que só pegue ele lá para 2018, mas já fiquei MEGA ansiosa. Adorei sua resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Olá,
    O livro me deixou um pouco curioso, e nota 5, acho que deve ser muito bom. Adicionado na lista de quero ler.
    Abraço.
    www.bibliotecacrazy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Tenho tantas recomendações para ler esse livro, que preciso focar na minha lista esse ano, para enfim ler essa história. Sua resenha me deixou mais ainda entusiasmada. Bjkas

    ResponderExcluir

Ficamos muito felizes com seu comentário :)