25.12.16

Resenha de Série #1: The OA (Primeira temporada)


Dirigida Por: Zal Batmanglij
Escrita por: Zal Batimanglij, Brit Marling, Melanie Marnich, Dominic Orlando e Ruby Rae Spiegel
Ano: 2016
Elenco: Brit Marling (Prairie Johnson), Emory Cohen (Homer), Scott Wilson (abel Johnson), Alice Krige (Nancy Johnson), Patrick Gibson (Steve Winchell), Brendan Meyer (Jesse), Brandon Perea (French), Ian Alexander (Buck Vu), Jason Isaacs (Dr. Hap), Phyllis Smith (BBA) e outros.

Nota: 5/5
Resenha:

The OA é uma série de ficção científica do Netflix que está tendo um hype imenso nas redes sociais. Caso você viva em marte e esteja meio perdido com relação ao que eu estou falando (hehehe) segue o trailer abaixo:
A história começa a ser contada com uma moça loira se jogando de uma ponte e logo você descobre que essa moça é Prairie Johnson, que sumiu há sete anos e reapareceu agora, com cicatrizes horríveis nas costas e enxergando. Ah, eu não contei pra vocês? Quando Prairie sumiu ela era cega.
Cicatrizes nas costas de Prairie
A mídia e as pessoas ficam meio obssecadas não só pelo fato da moça ter reaparecido de tal maneira, mas principalmente porque ela voltou a enxergar no período em que esteve desaparecida. Acontecem umas coisas não muito importantes até que ela junta um grupo inusitado de cinco pessoas para contar sua história (uma professora, um encrenqueiro, o atleta exemplar, o maconheiro e o menino trans).
A linha do tempo fica alternando o passado (que é Prairie contando sua história desde a infância) e o presente, onde várias situações acontecem que vão unindo esse grupo, formando entre eles uma inusitada amizade.
A série foi muito comparada com Stranger Things, mas tirando que ambas foram produzidas pelo Netflix e que ambas são de ficção cientifica...Eu não vi muitas semelhanças, sinceramente.
Eu vi o hype que a série estava tendo no facebook e, como a boa serie addicted que sou, corri assistir, sem nem ler sinopse. Minha surpresa quando eu descobri que se tratava de uma história sobre casos de quase-morte e de vida após a morte.
Reunião para ouvir a história de Prairie
Uma pequena pausa na resenha para observação: existem vários relatos sobre pessoas que tiveram experiências de quase-morte e que voltaram diferentes...Seja com uma habilidade artística que não possuíam anteriormente ou falando idiomas que nunca estudaram e coisas do gênero. 
E a série se baseia nisso para explicar a seleção que um certo Dr. Hap faz de pessoas com as quais conduz um estudo, sendo que Prairie está inclusa. Prairie teve sua primeira experiência de quase-morte quando ainda era criança e foi nessa época que ela perdeu a visão, mas começou a tocar violino maravilhosamente. Dr. Hap a ouviu tocar no metrô, perguntou se ela havia passado por essa experiência, explicou que conduzia um estudo sobre o assunto com mais três pessoas com experiências parecidas e a convidou a participar, sendo que foi aí que Prairie passou os sete anos de sumiço (no estudo, não no metrô hahaha).
Olha, achei bem viciante a série e posso dizer que ela me pegou logo no primeiro episódio, tanto que eu acabei maratonando... Porém, se você para pra prestar atenção em alguns detalhes, você fica sem saber se toda a fantástica história de Prairie é uma fantasia de uma mente desequilibrada e fantasiosa ou se realmente aconteceu...Pois aparecem vários furos na história. São pequenos, é verdade, mas mesmo assim te fazem questionar a veracidade do que ela está contando.
Eu recomendo a série à todos, mas principalmente aqueles que gostam de mistérios, teorias da conspiração e aos fãs de ficção científica.

5 comentários:

  1. Acho que vivo em Marte, sorry. AUSHU Sério, não tinha nem ouvido falar dessa série, mas ando tão maluca com o final de ano e com uma prateleira lotada para ler que faz vários meses que não assisto nada. As séries que acompanho estão mega atrasadas e eu nem tenho tempo de começar a ver outra. The OA parece ser muito boa, gosto bastante de séries de ficção científica e quando tiver um tempinho prometo seguir sua recomendação e assistir.
    Beijos ^^

    ResponderExcluir
  2. Achei a série bem bacana, quem sabe eu não assisto!
    http://my1life2in3books.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ontem mesmo uma amiga me indicou essa série e agora encontro seu post. Acho que é um sinal pra eu começar a assistir né? Kkkk Adorei sua resenha da série, acho que vou aproveitar as férias e começar mesmo <3
    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Miga, eu acho que tô em marte! Nunca ouvir falar, mas achei uma boa pedida.
    Preciso de uma conta netflix urgente.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Nunca ouvi falar dessa série. Mas que interesse que fiquei em ve-la. Obrigado ☺
    Beijos

    ResponderExcluir

Ficamos muito felizes com seu comentário :)