15.1.17

Resenha #5: O Mundo Pelos Olhos de Bob

Título: O Mundo Pelos Olhos de Bob
Autor: James Bowen
Editora: Novo Conceito
Páginas: 222
Ano: 2014
Sinopse: Depois de um passado difícil, James foi adotado pelo gato Bob. Agora os dois têm um emprego de verdade (são vendedores ambulantes de revistas) e se tornaram personalidades conhecidas em toda Londres. Bob tem muitos admiradores, que passam todos os dias para vê-lo – alguns deles trazem cachecóis de lã para ajudá-lo a enfrentar os dias mais gelados. Entre truques adoráveis e manhãs de puro mau humor, Bob e James se tornam cada vez mais inseparáveis. Por trás da divertida história de um homem às voltas com seu animal de estimação, o segundo livro de James Bowen fala sobre amizade e esperança. Bob se torna a chave que traz James de volta ao mundo, a motivação que faltava para sua decisiva volta por cima. Impossível terminar de ler O mundo pelos olhos de Bob sem querer abraçar seu pet – ou adotar um! Apaixone-se...

Nota: 5/5
Resenha:
A qualidade da edição está impecável, pra variar. As folhas são amareladas e grossas e a Novo Conceito teve a delicadesa de colocar essas "sombras de pata de gato" (a.k.a. patas vetoriais de felino) em todas as páginas, perto do número desta e em todos os inícios de capítulo.
Se em Um Gato de Rua Chamado Bob eu ri e me diverti horrores (ao mesmo tempo em que eu me indignava pelas coisas que o James passou), nesse próximo livro eu me emocionei. Profundamente.
Não é uma emoção triste, como no primeiro livro, onde eu sofri por empatia, pensando em tudo de ruim que aconteceu com os dois e todo o sofrimento desnecessário. Mas eu me emocionei pela descrição de como foi a escalada ‘de volta à sociedade’, de ambos.
Teve uma cena, em especial, que me trouxe lágrimas aos olhos: James havia recém lançado o seu primeiro livro e marcou uma tarde de autógrafos. Ele estava nervoso e achava que ninguém ia...Só que, ao descer para o térreo da livraria para começar os autógrafos, ele percebeu que muita gente havia comparecido. A fila dobrava a esquina. E ele se emocionou, até achou que era mentira...hehe
James: "Mentira que todas as pessoas vieram ver a mim e ao Bob!"
Este volume é recheado de relatos assim, todos profundos e cheios de emoção (seja assombro, alegria, tristeza, surpresa). Ele continua nos mostrando que uma coisa simples, como um gatinho, pode mudar a vida da pessoa. Muda pelo simples fato de ter alguém que precisa da gente e está sempre presente quando somos nós quem precisamos de carinho.
Sei que muita gente acha o comportamento do Bob aberrante e que gatos não são assim e que eles são distantes e chatos e maus e transmitem doenças e não se ligam a humanos e etc, etc. (os ‘e’ em excesso foram pra enfatizar, hehe). Mas quem teve gatos alguma vez na vida sabe que isso é uma mentira. Todos os meus gatos estiveram lá pra mim de alguma maneira, quando eu precisei. Não digo que o Bob não é especial, só estou aproveitando o espaço pra quebrar um mito hehe.
É um livro muito humano, simples e emocionante. Simples e humilde como James e Bob, comovente como suas histórias. É uma biografia sensacional. Me senti sentada numa mesa bebendo café, enquanto fazia carinho no Bob e James me contava sua vida.
Vocês parem de brincar com meus sentimentos
Está muito mais do que recomendado. Virei fã!
Abraços e votos de felicidade do Brasil, pros dois. Que a vida deles continue melhorando e que todos os que precisarem (humanos e animais) achem alguém que se importa e consigam mudar de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficamos muito felizes com seu comentário :)